Doação de Sangue                 

               Selma Bolacel – enfermeira

 

     Os Pacientes Renais Crônicos em tratamento dialítico, em especial a Hemodiálise, frequentemente necessitam de transfusões de sangue.

     Pessoas com idade entre 18 e 65 anos e com peso acima de50 kgestão aptas a doar.

     A coleta de sangue é feita por equipe capacitada, sob a supervisão de um enfermeiro ou médico, dando ao doar segurança e tranqüilidade. O material utilizado é descartável.

     Antes da doação é realizado o cadastro e a triagem clínica do doador, onde ele será avaliado, verificado sinais vitais e preencherá um questionário com informações básicas sobre sua saúde, para se ter certeza que poderá doar sangue, tornando o processo seguro. O procedimento é gratuito e dura em média 15 minutos.

     A cada doação é retirado cerca de 450 ml de sangue. Esse volume não causa problemas ao doador, sendo reposto rapidamente com a ingestão de líquidos e o ferro através da alimentação.

     Todo sangue doado é separado em diferentes hemocomponentes (como hemácias, plaquetas e plasma) podendo beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação.

     O sangue coletado,  fica armazenado, até o resultado dos exames de rotina ficarem prontos. Após o resultado dos mesmos é que o sangue pode ser utilizado.

      Se você quiser colaborar, deve se dirigir ao Banco de Sangue (BS) do Hospital Divina Providência (HDP) e informar que deseja doar sangue para os pacientes da Diálise.

      As doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 8h às 18h. Sábados das 08h às 12h.

      Cada doador consegue ajudar no tratamento de três a quatro pessoas.

      Para mais informações sobre como doar sangue entre em contato com o Banco de sangue do Hospital Divina Providência, pelo telefone (51) 33206000

 

     Critérios para doação de sangue:

 

  •      Ter de 18 a 65 anos
  •      Peso acima de 50Kg 
  •      Estar alimentado 
  •      Estar descansado
  •      Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas
  •      Não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses
  •      Não estar com febre, gripe ou resfriado.
  •      Se mulher, não estar grávida, amamentando ou ter tido parto normal ou aborto há menos de três meses. Em caso de cesárea, seis meses.
  •      Após piercing, aguardar 12 meses para doar.
  •      Após tatuagem, aguardar 12 meses para doar.
  •      Não ter antecedentes de hepatite, doença de chagas e sífilis.
  •      Acupuntura – sendo agulhas do próprio paciente, não há impedimento, aguardar 12 meses para doar.
  •      Medicamentos – tempo variado; o esclarecimento deve ser feito pessoalmente ou por telefone antes de doar.
  •      Áreas de febre amarela, malária, doar após seis meses.
  •      Hipertensos podem doar dependendo da situação avaliada em entrevista clínica.
  •      Diabéticos que não façam uso de insulina.
  •      Tratamento dentário – tempo variado, entre três dias e um mês dependendo do caso.
  •      Alimentação – não é aconselhado doar sangue em jejum prolongado
  •      Manhã – tomar café leve e sem alimentos gordurosos
  •      Tarde – doar duas horas após o almoço
  •      Não se alimentar de refeições com alto teor de gordura

  

     Quem não pode doar:

 

  •      Teve hepatite B ou C
  •      Teve doença de chagas
  •      Tem malária ou sífilis
  •      Tem múltiplos parceiros sexuais e não faz uso de preservativos
  •      É usuário de drogas injetáveis

 

     Orientações básicas:

 

  •       Levar documento com foto.
  •       Endereço completo com CEP para o envio de carteirinha de doador e resultado de exames.
  •       Homens podem doar a cada 60 dias (respeitando o limite de quatro doações ao ano) e mulheres a cada 90 dias (respeitando o limite de três doações ao ano).
  •       Cada doador colabora com três a quatro pacientes com uma única doação.